22 de junho de 2017

Bola de Ouro: Messi é o primeiro a conquistar o título por cinco vezes

politicabahia bola de ouro 2
Foto: Reprodução / AFP

A distância entre Lionel Messi e os demais, ao menos em termos de premiações individuais, voltou a aumentar. Nesta segunda-feira, o argentino confirmou seu favoritismo com 41,33% dos votos e recebeu, na festa de gala da Fifa, sua quinta Bola de Ouro na carreira. Mesmo sem ter vencido nenhum título no ano, Cristiano Ronaldo ficou com o vice, batendo Neymar por 27,76% a 7,86% na disputa decisiva.

A conquista deixa Messi ainda mais isolado como o grande vencedor do prêmio. Vencedor da Bola de Ouro entre 2009 e 2012, ele é o único do planeta a levar a honraria cinco vezes na carreira. Atrás dele, com duas conquistas a menos, estão Cristiano Ronaldo, Zidane e Ronaldo.

E ninguém poderá dizer que foi injusto. Com gols decisivos e grandes atuações, Messi foi o grande nome da temporada brilhante do Barcelona, que venceu o Espanhol, a Copa do Rei e a Liga dos Campeões pela segunda vez em sua história – o argentino, não por acaso, também estava lá na primeira vez que isso aconteceu, em 2011.

Os eleitores da Bola de Ouro, no entanto, não se encantaram tanto pelos principais colegas de Messi. Mesmo sem vencer nenhum título no ano, Cristiano Ronaldo ficou com a segunda colocação, batendo Neymar na disputa. Suárez, o terceiro nome do tridente catalão, sequer havia chegado ao top 3, o que irritou vários fãs do clube e do jogador pelo planeta. O colégio eleitoral do prêmio é formado por capitães e técnicos das seleções, além de jornalistas de vários países selecionados pela France Football.

Gol mais bonito

politicabahia bola de ouro 3
Wendell Lira é o autor do gol mais bonito de 2015

Pela primeira vez, o gol mais bonito do ano não vem da elite do futebol mundial. Apoiado por uma forte campanha nas redes sociais, o brasileiro Wendell Lira saiu do modesto Campeonato Goiano, onde brilhou com uma meia bicicleta pelo ainda mais modesto Goianésia, para brilhar em Zurique. Em uma eleição aberta com mais de 1,6 milhão de votantes, ele bateu Messi, Tevez e outros figurões, venceu o prêmio Puskas na festa de gala da Fifa e fez história.

“É o melhor dia da minha vida. Poder estar aqui conhecendo grandes jogadores que são meus ídolos, que conhecia só de videogame. Queria agradecer minha família, nação brasileira que votou em mim, minha esposa e minha filha”, disse Wendell Lira, que citou a Bíblia ao receber o prêmio.

“Queria deixar uma passagem. Quando Golias apareceu disseram: ‘ele é muito forte, grande, não tem como ganhar dele’. Davi disse: ‘Ele é muito grande, não tem como não acertar ele’. É assim que temos de enfrentar os problemas diários em nossa vida e é assim que agradeço”, disse o jogador, que recebeu 46,7% dos votos contra 33,3% de Messi, o segundo colocado.

Assista ao gol de Wendell Lira:

Fonte: Uol

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*