23 de abril de 2017

Britânica que se filiou ao Estado Islâmico com filho é condenada a seis anos de prisão

britanica

Uma britânica foi condenada  a seis anos de prisão por filiação ao grupo terrorista Estado Islâmico (EI). A sentença foi dada pelo Tribunal de Birmingham, no Reino Unido, nesta segunda-feira (1º). Tareena Shakil, 26 anos, foi para Síria com o seu filho em outubro de 2014 e retornou ao Reino Unido em fevereiro de 2015.

Ela é a primeira britânica que retorna do califado e é processada no país por filiação ao grupo jihadista. O julgamento durou duas semanas. Tareena foi condenada também por incentivar atos terroristas através do Twitter. O júri analisou mensagens postados por ela, que chegou a publicar a bandeira preta do EI e encorajar as pessoas a entrar na luta armada.

O juiz Melbourne Inman disse que a acusada abraçou o EI. Durante o processo, ela confirmou que foi para a Síria para viver sob a “Sharia”, a lei islâmica. No entanto, ela disse que cometeu um erro ao levar o filho à Síria para se unir ao EI.

Segundo a Promotoria, Tareena chegou à Síria pela Turquia. Ela contou que aproveitou uma saída que fez para dar recados para escapar da organização terrorista. Ela pegou um ônibus e subornou um taxista para que deixá-la na fronteira com a Turquia, para enfim voltar ao Reino Unido.

Fonte: iBahia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*