27 de maio de 2017

Bruxo que fez ritual por ‘ruína’ de Temer em 72 dias viraliza na web: ‘Quem debochou tem a prova’

Inspirado por minhas irmãs americanas que fizeram um ritual contra Trump eu decidi fazer minha parte contra o…

تم نشره بواسطة ‏‎Eric Satine‎‏ في 6 مارس، 2017

 

Um ritual místico feito no dia 6 de março pelo bruxo Eric Satine viralizou nas redes sociais após o escândalo político envolvendo o presidente Michel Temer. O jovem, que também é tarólogo, publicou uma foto do ritual em seu perfil no Facebook, mas apagou o post após ele viralizar na internet.

“Inspirado por minhas irmãs americanas que fizeram um ritual contra Trump eu decidi fazer minha parte contra o Temer. Inicio do meu ritual contra Michel Temer e sua agenda maléfica. É um ritual que visa amarrar toda e qualquer ação maldita planejada por ele e seus parceiros junto com uma maldição. maledictus et semini ejus”, escreveu.

Satine também postou em um grupo sobre ciências ocultas e incluiu que a previsão para o início da “ruína” de Temer seria entre 70 e 72 dias. Na última quarta-feira (17) – 72 dias após ritual de Eric – o jornal O Globo divulgou que os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, afirmaram em delação premiada que têm a gravação de um diálogo em que presidente Michel Temer dá aval para pagar um valor e “comprar” o silêncio de Eduardo Cunha, que está preso.

Um ritual místico feito no dia 6 de março pelo bruxo Eric Satine viralizou nas redes sociais após o escândalo político envolvendo o presidente Michel Temer. O jovem, que também é tarólogo, publicou uma foto do ritual em seu perfil no Facebook, mas apagou o post após ele viralizar na internet.

Após o escândalo político ter sido divulgado, a ‘profecia’ teve milhares de compartilhamentos no Twitter, e o bruxo voltou às redes sociais para comentar o ocorrido. “Hoje quem debochou tem a prova se o ritual deu certo ou não. A prova não é para mim, porque eu sei o tamanho do poder da bruxaria, mas sim para quem duvidou”, concluiu.”Eu o apaguei no mesmo dia em que o fiz, o apaguei porque esse post tomou uma proporção que eu não imaginava e começou a aparecer pessoas que apoiavam o Temer, antipetistas, uns moleques de grupos de ataque… Umas coisas bem escória da internet mesmo, eu não aguentei e apaguei. Apaguei por esse motivo e também porque eu tava indo contra algo que eu acreditava, que é: ‘nunca dê prazos estipulados ou datados'”, explicou.

Fonte: Correio*

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*