26 de abril de 2017

CRONOGRAMA: Fim da TV analógica em Salvador é adiado para setembro, segundo a Anatel

O Grupo de Implantação do Processo de Distribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV, vinculado à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), durante uma reunião nesta última quarta-feira (19/4), decidiu propor a modificação do calendário de desligamento da TV analógica para o segundo semestre de 2017.

 

O Grupo de Implantação do Processo de Distribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV, vinculado à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), durante uma reunião nesta última quarta-feira (19/4), decidiu propor a modificação do calendário de desligamento da TV analógica para o segundo semestre de 2017.

Em três capitais brasileiras  – Fortaleza (CE), Salvador (BA), Belo Horizonte (MG) – e nas cidades do interior de São Paulo houve adiamento do processo. Foi mantido o cronograma de desligamento em Recife, para o mês de julho, e também do Rio de Janeiro e Vitória, marcado para outubro. A proposta será enviada, agora, para deliberação do ministro de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab, que deverá baixar uma portaria com a mudança.

A principal razão apontada para as mudanças de datas foram problemas técnicos vivenciados pelas por algumas emissoras de TV para a instalação de estações de transmissão em Belo Horizonte e no interior de São Paulo. Segundo a Entidade Administradora do Processo de Redistribuição e  Digitalização de Canais de TV e RTV (EAD), também existem dificuldades na produção de kits da TV digital, composto por antena, conversor do sinal analógico para o sistema digital e controle remoto.

As empresas de telecomunicações concordaram com o adiamento desde que fosse mantido o calendário de ativação da tecnologia 4G/LTE no próximo ano.

Cerca  de 95% dos mais de 7,2 milhões de domicílios de São Paulo e 38 municípios vizinhos já tem sinal digital, segundo dados da pesquisa do Ibope, realizada entre os dias 31 de março e 10 de abril, após o desligamento. O percentual mínimo para atingir as condições de desligamento (Artigo 4º da Portaria 378/2016) era de 90%, considerando uma margem de erro de três pontos percentuais. Segundo a EAD, ainda continuam a ser distribuídos cerca de 14 mil kits por dia.

A cidade de Rio Verde (GO) foi a primeira onde o sinal analógico foi desligado, em março de 2016, ela serviu de projeto piloto para a implantação do sistema. Em Brasília e em nove municípios do entorno o desligamento ocorreu no fim de 2016.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Aratu  Online

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*