23 de junho de 2017

Dilma nega acusações de Joesley Batista sobre propina em contas no exterior

A ex-presidente Dilma Rousseff classificou como "inverídicas" as declarações feitas em delação premiada pelo empresário Joesley Batista, que disse haver contas no exterior para pagamento de propina a ela e ao ex-presidente Lula.

 

A ex-presidente Dilma Rousseff classificou como “inverídicas” as declarações feitas em delação premiada pelo empresário Joesley Batista, que disse haver contas no exterior para pagamento de propina a ela e ao ex-presidente Lula.

Dilma negou que tenha contas fora do país e que nunca autorizou a abertura de empresas em paraísos fiscais.

Segundo o empresário a JBS, o saldo das contas chegaram ao valor de US$ 150 milhões em 2014 e que o ex-ministro Guido Mantega controlava a operação. A nota divulgada pela assessoria diz que “Dilma rejeita delações sem provas ou indícios e que a verdade vira à tona”.

“Dilma jamais tratou ou solicitou de qualquer empresário ou de terceiros doações, pagamentos e ou financiamentos ilegais para as campanhas eleitorais, tanto em 2010 quanto em 2014, fosse para si ou quaisquer outros candidatos. E jamais teve contas no exterior. Nunca autorizou, em seu nome ou de terceiros, a abertura de empresas em paraísos fiscais. Reitera que jamais autorizou quaisquer outras pessoas a fazê-lo”, diz a nota.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Bocão News

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*