27 de maio de 2017

Governo avalia que corte de cargos reduziu resistência à reforma da Previdência

Parlamentares governistas e outros aliados avaliam que, após a queda de afilhados de deputados que votaram contra a reforma trabalhista, aumentou significativamente a quantidade de congressistas dispostos a votar na reforma da Previdência.

 

Parlamentares governistas e outros aliados avaliam que, após a queda de afilhados de deputados que votaram contra a reforma trabalhista, aumentou significativamente a quantidade de congressistas dispostos a votar na reforma da Previdência.
Na prática, não é só o governo federal que tem demitido apadrinhados. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), também passou a tirar cargos que os infiéis têm na Casa.
Fonte: Bocão News

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*