17 de Novembro de 2019

"Não sou candidata a vice. Sou candidata a prefeita", diz Olívia

A deputada estadual Olívia Santana foi alçada na última semana ao posto de pré-candidata do PCdoB para a prefeitura de Salvador. A indicação será levada à Conferência Municipal do PCdoB de Salvador, que acontece amanhã, para a apreciação da militância comunista. Nesta edição, o mote da conferência municipal do PCdoB da capital é "Salvador, democracia, cidadania e diversidade".

A parlamentar afirma que recebeu o convite "da melhor maneira possível". "É uma decisão amadurecida do partido que só me enche de orgulho. Ser pré-candidata a prefeita da minha cidade, da cidade em que eu nasci, que eu sempre vivi e em que eu me construí como mulher, que tive a oportunidade de crescer na luta política, sendo vereadora e secretária, ocupando espaços públicos - coisa que é rara na vida das mulheres negras. E agora isso evolui para uma pré-candidatura a prefeita. Penso que é uma oportunidade histórica. Darei o melhor de mim. Disputar a prefeitura de Salvador é defender a causa da cidade", destaca.

Olívia foi vereadora em Salvador, secretária municipal de Educação na capital, secretária de Políticas para as Mulheres e do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do governo da Bahia. Na última eleição para deputada, teve 70% de seus votos concentrados em Salvador, onde foi a terceira mais votada.

Questionada sobre como fará o embate contra o candidato apoiado pelo prefeito ACM Neto (DEM), Olívia diz que a campanha "não é meramente para fazer contraponto" à candidatura apresentada pelo gestor. "Isso em si é muito pequeno. A candidatura vai representar uma proposta para a cidade, um programa para a cidade, construído de baixo para cima. É uma candidatura que vai contar com uma diversidade de segmentos. É uma candidatura que vai contar com a diversidade de segmentos que estão com brilho no olho, querendo colaborar e contribuir. Então, vamos fazer o grande debate de ideias", avisa.

A parlamentar diz ter boas expectativas a respeito da conversa que terá com governador Rui Costa (PT) em breve. "Nós ainda não conversamos, mas já pedi uma conversa com o governador. O PCdoB vai fazer essa conversa não só com o governador, mas também com as lideranças e os partidos do campo democrático que apoiam Rui Costa. Queremos construir dialogando, debatendo, fazendo essa conversa buscando apoio. Esse é o próximo passo. Construir uma composição de forças partidárias e movimentos sociais em torno de nossa candidatura".

Olívia, no entanto, afirma que não há nome para vice e nem partidos aliados. "Calma, nós ainda vamos ter a nossa conferência. Só depois da conferência vamos fazer esse trabalho, com a legitimidade dada com o quórum partidário maior. Então, nós estaremos autorizados a fazer essa movimentação de construção com outras forças políticas. A eleição é no ano que vem ainda. Então, o PCdoB saiu na frente fazendo essa indicação do meu nome e nós temos tempo suficiente para dialogar".

A parlamentar se posicionou sobre as notícias dando conta de que está cotada para integrar a vice numa eventual chapa encabeçada pelo presidente do Esporte Clube Bahia, Guilherme Bellintani. O gestor negocia atualmente com o PSB e, segundo informações de bastidores, é o nome mais forte para ser apoiado por Rui no próximo pleito soteropolitano.

"Não sou candidata a vice. Sou candidata a prefeita. E penso que o nome de Bellintani seria um excelente nome para compor a minha vice. Então, nós vamos nos movimentar. Queremos forças amplas nos apoiando e claro que o nome de Bellintani também será considerado para a composição da nossa chapa. Nossas referências são o campo de forças democráticas que compõem o campo do governador Rui Costa. Ele não disse qual será o seu candidato".

Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos