15 de Agosto de 2020

Após alta nas queimadas, Bolsonaro diz que tenta 'desfazer opiniões distorcidas' sobre a Amazônia

Foto:Marcos Corrêa/PR

 

 

 

 

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (2) que o governo brasileiro busca “desfazer opiniões distorcidas” a respeito das atitudes tomadas pelo governo para proteção da floresta Amazônica e dos povos indígenas. A declaração foi dada durante reunião de cúpula dos chefes de Estado do Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai), realizada por videoconferência em razão da pandemia do novo coronavírus. A informação é do G1.

"Nosso governo dará prosseguimento ao diálogo com diferentes interlocutores para desfazer opiniões distorcidas sobre o Brasil e expor a preservação, as ações que temos tomado em favor da proteção da floresta Amazônica e do bem-estar das populações indígenas", disse Bolsonaro.

A fala do presidente ocorre um dia após o registro de alta histórica das queimadas na Amazônia. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em junho, o bioma registrou o maior número de queimadas para o mês desde 2007.

Com base em imagens de satélite, o Inpe registrou aumento de 19,6% nas queimadas na comparação com o mesmo mês no ano passado. Em junho de 2020, foram 2.248 focos ativos, ante 1.880 no mesmo mês de 2019. Segundo o instituto, a média histórica para junho é de 2.724 focos ativos de queimadas no bioma Amazônia.

 

 

Fonte:Metro1

Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos