19 de Setembro de 2020

Estado de SP tem menor ocupação de leitos de UTI; capital registra queda de mortes há 10 semanas

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes
Foto: Divulgação/Governo do Estado de SP / Estadão Conteúdo

 

 

O governo do Estado de São Paulo apresentou novos dados sobre a covid-19 que mostram uma melhora da situação da pandemia. A taxa de ocupação dos leitos de UTI no chegou à média geral de 57,8%, nesta sexta-feira, 14, enquanto todas as regiões estão abaixo dos 80%, os menores índices no consolidado desde o início da pandemia do novo coronavírus. A taxa de letalidade também é de 3,9%, a mais baixa até aqui. "Já estamos no período de inflexão e saímos do platô", afirmou o secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn.O platô ocorre quando, geralmente após um pico, os números de infectados se estabiliza e permanece sem grandes variações por um período de tempo. De acordo com Gorinchteyn, ainda é preciso acompanhar a evolução dos dados, mas os números registrados até aqui indicam uma mudança positiva para o Estado. "Ainda estamos observando e é cedo para nos anteciparmos, mas é uma grande possibilidade e a luz no fim do túnel que estamos enxergando nas próximas semanas."O prefeito Bruno Covas (PSDB) participou da entrevista coletiva e destacou que a capital paulista já registra dez semanas de queda nos óbitos e menos da metade dos leitos de UTI ocupados por três dias consecutivos. A melhora significa uma evolução de 48 pedidos diários de internação vistos em maio para 29, neste mês."O governo de São Paulo conseguiu achatar a curva de mortes, entramos no platô e agora estamos na tendência de queda", afirmou Covas, acrescentando: "Apesar do momento de flexibilização, permanecemos em quarentena. quem puder, permaneça em casa. e se for sair, utilize a máscara."Na ocasião, o vice-governador Rodrigo Garcia também anunciou que ainda não houve nenhuma regressão no Plano São Paulo e que 84% de toda a população do Estado já está em regiões da fase amarela do programa. É a primeira vez que isso acontece em três meses, de acordo com o governo. Por videoconferência, o governador João Doria, que na última quarta testou positivo para a covid-19, reforçou a importância do isolamento social e recomendações sanitárias para a manutenção desse índice.

De acordo com o balanço de casos e óbitos divulgado, o Estado registrou 11.667 casos e 289 óbitos pela doença nas últimas 24 horas. No total, São Paulo já teve 26.613 mortes pela doença e 686.122 casos.Testes
Jean Gorinchteyn reforçou a importância do grande contingente de testes realizados no Estado, que ultrapassou a marca dos 3 milhões nesta semana, e classificou essa ampliação de oferta como um dos principais fatores referente ao aumento de casos diários. De acordo com ele, São Paulo evoluiu da média de 1,3 mil testagens diárias, em maio, para 40 mil ao longo do último mês.
"As políticas de testagens estão sendo implementadas e otimizadas no Estado", pontuou, acrescentando que pelo menos uma em cada 15 pessoas já foi testada para o coronavírus em São Paulo.

 

Fonte:Terra

Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos