26 de Fevereiro de 2021

Butantan poderá produzir vacina sem depender da China a partir de dezembro

 

O Instituto Butantan deverá produzir a CoronaVac sem depender da China em dezembro desse ano. Por enquanto, o Instituto precisa que os chineses enviem a matéria-prima importada para produzir as doses. A produção completamente nacional do imunizante depende da conclusão da obra em uma fábrica, mas será possível ainda esse ano,  segundo informou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em coletiva de imprensa na sede do Instituto na manhã de hoje (23).

De acordo com o governador, a obra da fábrica que permitirá a produção nacional do imunizante, desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto, será finalizada em outubro. Depois disso, o espaço será aprovado para que a produção nacional dos imunizantes possa começar

“Nós temos aí dezenas de funcionários trabalhando em jornadas de dez horas por dia para colocar a fábrica em conclusão até o mês de outubro. Em outubro, novembro, e dezembro, as instalações dos equipamentos serão feitas e ainda em dezembro deste ano termos a primeira dose da vacina do Butantan 100% produzida no Brasil. E a partir de janeiro, em escala evolutiva, para a produção industrial da vacina”, disse o governador durante a coletiva.

 

 

Foto: Reprodução 

Fonte: Metro1 

 

Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos