22 de Junho de 2018

Governo argentino destitui chefe da Marinha após desaparecimento de submarino

O governo da Argentina destituiu neste sábado (16) o chefe da Marinha do país, Marcelo Srur, durante investigação sobre o desaparecimento submarino ARA San Juan, no mês passado. A informação foi confirmada pela agência estatal Télam. O ministro da Defesa argentino, Oscar Aguad, solicitou ao chefe do Estado-Maior Geral da força naval sua aposentadoria e designou um substituto interino, enquanto o responsável por submarinos da Marinha será encarregado da investigação em curso.

Além dessa troca no comando, será formada uma comissão investigadora composta por três submarinistas, um deles o capitão Jorge Bergallo, pai do capitão de corveta Jorge Ignacio Bergallo, segundo comandante do San Juan e um dos 44 tripulantes desaparecidos no submarino.

A comissão investigadora será independente do Ministério da Defesa e terá orçamento próprio e ilimitado, "a fim de poder chegar à verdade do que aconteceu com o submarino".

 

 

 

 

Fonte Metro 1

Whatsapp

Ultimas notícias

Galeria

Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Apresentações e treinos no Vitória
Ver todas as galerias

Artigos