23 de Setembro de 2019

Justiça determina reintegração de todos os funcionários da Ebal demitidos em 2014

A Justiça do Trabalho determinou esta semana que todos os funcionários da Empresa Baiana de Alimentos (Ebal) sejam readmitidos e proibiu novas demissões. A decisão da juíza Marylucia Leosney da Silveira, da 28ª Vara do Trabalho de Salvador, beneficia os trabalhadores que foram dispensados em 2014 após a publicação de uma lei que autorizou o governo do estado a privatizar o órgão, que é responsável pela Cesta do Povo. A determinação deve ser cumprida em até 60 dias, "considerando tal prazo suficiente para os procedimentos burocráticos necessários para o atendimento da ordem", avalia a juíza. Caso o prazo não seja cumprido, a sentença estipula uma multa diária de R$ 10 mil contra o governo e a Ebal. De acordo com a Associação Baiana dos Trabalhadores da Ebal/Cesta do Povo 1,7 mil trabalhadores foram demitidos e 197 lojas da rede foram fechadas em todo o estado após a aprovação da lei de 2014. A decisão em favor dos trabalhadores é resultado de uma Ação Civil Pública impetrada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em outubro de 

 

 

 

 

 

Fonte Bahia Notícias

Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos