17 de Agosto de 2018

Atriz gera polêmica ao defender direito de homens ?cantarem? mulheres

A atriz francesa Catherine Deneuve gerou polêmica ao sair em defesa do direitos de os homens poderem "importunar" as mulheres. Em artigo de opinião divulgado na última terça-feira (9), no jornal Le Monde, a artista se manifestou contra o que chamou de "denuncismo" de assédios sexuais depois da revelação de escândalos sexuais contra o ex-produtor de Hollywood Harvey Weinstein.

O texto é assinado por escritoras, atrizes e acadêmicas francesas. Elas afirmam que a "caça às bruxas" ameaça a liberdade sexual e que, mesmo que o estupro seja considerado crime, "seduzir alguém, ainda que de forma insistente", não é.

"Os homens têm sido punidos sumariamente, forçados a sair de seus empregos, quando tudo o que eles fizeram foi tocar o joelho de alguém ou tentar roubar um beijo", diz o texto.

A publicação gerou revolta de militantes feministas. Nesta quarta-feira (10), a ativista Caroline de Haas e outras 30 seguidoras da causa reagiram ao artigo e divulgaram um texto, intitulado "Os porcos e seus aliados têm razão de ficar preocupados".

As feministas condenam o manifesto contracorrente, sob o argumento de que ele tenta abafar um debate durante muito tempo oprimido pela sociedade. "Somos vítimas de violências, não temos vergonha e estamos determinadas a acabar com as violências sexistas e sexuais", escrevem.

Caroline de Haas afirma que as mulheres que consideraram a onda de denúncias uma questão de "puritanismo" são "em sua maioria reincidentes na defesa de pedófilos e na apologia do estupro".

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Metro 1

Whatsapp

Ultimas notícias

Galeria

Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Apresentações e treinos no Vitória
Ver todas as galerias

Artigos