25 de Maio de 2018

Minas Gerais registrou 22 casos de febre amarela de julho até janeiro; 15 pessoas morreram

Com o segundo período de monitoramento epidemiológico dos casos de febre amarela em Minas Gerais, de julho do ano passado até o início deste ano, foram confirmados no estado 22 casos da doença. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, destes, 15 evoluíram para óbito. Nesse período, foram descartados 40 casos suspeitos, e há 46 casos em investigação em 24 municípios.

Na maioria dos casos confirmados, os pacientes são homens (95,5%). As mulheres representam 4,5% do total. A idade média das pessoas que tiveram a doença confirmada é de 45 anos. De acordo com a secretaria, a taxa de letalidade (número de óbitos entre os portadores de uma doença) por febre amarela em Minas Gerais de julho de 2017 até o início deste ano está em 68,2%. A secretaria informou ainda que todos os casos foram confirmados laboratorialmente.

Segundo o Ministério da Saúde, de julho de 2017 até o último domingo (14/1), foram confirmados 35 casos de febre amarela no país, dos quais 20 resultaram na morte do paciente. Ao todo, foram notificados 470 casos suspeitos, dos quais 145 permanecem em investigação e 290 foram descartados. Grande parte dos casos ocorre na Região Sudeste e envolve moradores de zonas rurais ou que tiveram contato com áreas silvestres por motivo de trabalho ou lazer.

BAHIA

Na Bahia, o primeiro caso de Febre Amarela registrado este ano causou a morte de um turista paulista. O rapaz já estava infectado com a doença, quando viajou para o município de Itaberaba, no interior do estado. A situação dele era considerada grave e, após complicações, o paciente faleceu no dia 14 de janeiro.

 

 

 

 

 

 

 

Aratu online

Whatsapp

Galeria

Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Apresentações e treinos no Vitória
Ver todas as galerias

Artigos