15 de Outubro de 2018

Tragédia Mar Grande: audiência entre empresa e sobreviventes termina sem acordo

Terminou sem acordo a primeira audiência de conciliação com a empresa CL Transporte Marítimo, proprietária da embarcação Cavalo Marinho I, familiares de vítimas e sobreviventes da tragédia de Mar Grande, nesta segunda-feira (6). No acidente, 19 pessoas morreram.

 

Terminou sem acordo a primeira audiência de conciliação com a empresa CL Transporte Marítimo, proprietária da embarcação Cavalo Marinho I, familiares de vítimas e sobreviventes da tragédia de Mar Grande, nesta segunda-feira (6). No acidente, 19 pessoas morreram.

A audiência reuniu três sobreviventes do naufrágio e as famílias de duas vítimas, que movem processo contra a empresa por meio da Defensoria Pública do Estado (DPE). O réu, Lívio Garcia Galvão Júnior, dono da empresa, não compareceu à audiência. Ele tem 15 dias para apresentar a defesa.

O juiz Maurício Oliveira de Lima, da 16° Vara de Relações de Consumo, é quem conduz o caso. A oportunidade, os representantes do réu alegaram que precisavam reunir os valores indenizatórios pedidos pelas famílias, cinco fizeram o pedido via Defensoria Pública em Salvador, outras 23 moveram ação por meio da Defensoria Pública de Mar Grande.

As famílias e vítimas que movem a ação por meio da DPE em Salvador reivindicam indenização por danos morais. Os valores variam ente R$ 100 e R$ 200 mil, cada um, e por danos materiais, que chegam até a 6 mil.

Uma nova audiência entre as partes será marcada somente após a CL Transporte Marítimo apresentar a defesa.

 

Fonte: Bocão News

Whatsapp

Galeria

Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Apresentações e treinos no Vitória
Ver todas as galerias

Artigos