18 de Julho de 2019

PROFESSORA MORTA EM VILA CANÁRIA FOI AMEAÇADA POR EX-COMPANHEIRO, DIZ IRMÃO

A professora Priscila Rebeca Oliveira de Souza, 37 anos, morta após ser baleada na cabeça, dentro de casa, na Vila Canária, na noite dessa terça-feira (5/2), foi ameaçada por seu ex-companheiro – de nome ainda não divulgado -, com quem se relacionou por aproximadamente dois anos. A afirmação foi feita pelo irmão da vítima, Pablo, em entrevista ao AN, da TV Aratu.

Segundo ele, o homem em questão é pai da filha caçula de Priscila, de apenas dois meses, e foi contra a professora ter levado a gestação adiante. Ele teria dito à professora que a mesma iria se arrepender caso levasse à situação para a Justiça – o que aconteceria nesta quinta-feira (7/2), com uma audiência para ajustar a situação da pensão da criança.

Com informações do AratuOnline ( Foto: Reprodução)

Pablo disse, ainda, que a irmã foi agredida algumas vezes pelo ex-companheiro, mas não o denunciou, na época.

Além da bebê de dois meses, Priscila também era mãe de uma outra menina, de dez anos, fruto de um relacionamento anterior.

Com informações do AratuOnline ( Foto: Reprodução)

Whatsapp

Ultimas notícias

Galeria

Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Apresentações e treinos no Vitória
Ver todas as galerias

Artigos