19 de Abril de 2019

Jean Wyllys diz se orgulhar de ter cuspido em Bolsonaro

O ex-deputado pelo PSOL, Jean Wyllys, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) nunca o tratou como um adversário político, e sim como inimigo. Ele ainda disse que não se arrepende de ter cuspido no então deputado federal em 2016 na Câmara, durante sessão de votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. As declarações foram dadas durante entrevista exibida no programa Conversa com Bial, na TV Globo.

"Não me arrependo de nada, tenho orgulho e tem uma explicação para isso. Vivíamos um momento tenso no país, antes de mim, por ordem alfabética, votou Jair Bolsonaro e ele elogiou um torturador. Para completar, eu proferi meu voto e quando voltei ele disse 'queima rosca', como se fosse um garoto. Olhei e vi que era ele, aí fui tomado por um transe, aquela figura me enojava tanto, que foi a reação que eu tive. Eu jamais cuspiria na cara de uma pessoa em condições normais, mas era um acúmulo de xingamentos, de anos de assédio moral, de violência contra mim, de tudo. Naquele dia, foi demais e eu explodi", afirmou Wyllys.

Eleito para o terceiro mandato como deputado federal, Jean Wyllys decidiu renunciar ao mandato e deixar o país por sofrer ameaças de morte. Ele afirma que pretende estudar em Berlim, na Alemanha, como o discurso de ódio impacta no modo de vida das pessoas.

Com informações do Metro1 

Whatsapp

Ultimas notícias

Galeria

Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Apresentações e treinos no Vitória
Ver todas as galerias

Artigos