13 de Outubro de 2019

Advogado-geral da União é preferido à indicação evangélica de Bolsonaro ao STF

O advogado-geral da União, André Mendonça, encabeça a lista de evangélicos que podem ser indicados pelo presidente Jair Bolsonaro para o Supremo Tribunal Federal (STF), de acordo com a coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo. O mandatário declarou ontem (10) que indicaria um ministro "terrivelmente evangélico" para a Corte.

Mendonça tem apoio de parte da bancada religiosa no Congresso Nacional.

O advogado-geral da União também tem sido elogiado por ministros do STF, que se surpreenderam positivamente com a performance dele na defesa do governo na corte. No entanto, os magistrados ressaltam que ele é muito jovem para o cargo.

O nome de Marcos Pereira (PRB-SP) também entrou recentemente na bolsa de apostas para a indicação à Corte. Ele é bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, comandada por Edir Macedo, dono da TV Record, que apoiou a eleição de Bolsonaro.

Na lista, também estão o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Humberto Martins, e o juiz Marcelo Bretas, do Rio de Janeiro.

Com informações do Metro1

Whatsapp

Ultimas notícias

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos