23 de Setembro de 2019

Sem acordo, projeto que altera salário de servidores fica para a próxima semana na Alba

O deputado Targino Machado (DEM), líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), disse na tarde desta terça-feira (10) que o PL 23.427, de autoria do Executivo, que altera a estrutura remuneratória de servidores de nível médio e técnico, só deve ser apreciado na próxima semana. Targino disse que a oposição dispensaria formalidades para aprovar a matéria nesta terça se o governo aceitasse sua emenda, que amplia o reajuste salarial para 13,51% e passa a englobar todos os servidores do estado. O texto original do projeto, no entanto, prevê reajustes menores que este para que nenhum servidor receba salário menor que o mínimo, como acontece atualmente com algumas categorias. A oposição deve pedir vistas na quarta-feira (11), quando o parecer do PL for lido em plenário, jogando a votação para a próxima semana. Líder do governo, o deputado Rosemberg Pinto (PT) lamentou a decisão da bancada de oposição e acusou a emenda de Targino de ser inconstitucional, por gerar custos para o estado. Targino discordou. “Tudo para o governo é inconstitucional. A emenda não tem está submetida ao crivo de constitucionalidade. O projeto que está. Eu não acredito que o deputado Rosemberg esteja falando sério sobre emenda inconstitucional”.
Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos