23 de maio de 2017

Temer diz que não processará Machado por acusação

Presidente em exercício ressaltou o "cenário" em que encontrou o país

 

O presidente em exercício Michel Temer disse que não processará o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, que o acusou de ter pedido recursos oriundos de propina para o candidato do PMDB à prefeitura de São Paulo Gabriel Chalita, em 2012, porque não fala “para baixo”. Temer afirmou que Machado quer ganhar importância ao confrontar o presidente da República e disse que, com o prestígio que tem, não precisaria recorrer ao ex-executivo para obter ajuda de empresários. “Você acha que eu ia me servir dele, tendo, com toda modéstia, o prestígio que tenho, no cenário nacional, para falar com empresário? Os empresários falavam e falam comigo permanentemente. Jamais pedi a ele”, disse Temer em entrevista ao jornalista Roberto D’Avila, da GloboNews. “Não vou processá-lo porque o que ele mais deseja é isso. Quando verifiquei a delação completa, ele não falou apenas de mim, falou dos partidos mais variados. Ele só respondeu ao meu pronunciamento. Ele quer polarizar com o presidente da República, não vou dar esse valor a ele, não falo para baixo” declarou. O presidente disse esperar que nenhum outro ministro tenha que deixar o governo, depois da saída de Romero Jucá do Planejamento e Henrique Eduardo Alves do Turismo, envolvidos nas investigações da Lava Jato. Temer lembrou que os investigadores apuram uma suposta doação ilegal de R$ 100 mil ao ministro da Educação, Mendonça Filho, pela empresa UTC. “Coitado do Mendonça Filho”, disse o presidente.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Estadão

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*