26 de junho de 2017

Vídeo: André Vital diz que Odebrecht doou R$ 1,8 mi via caixa 2 para ACM Neto

Em depoimento de delação premiada, André Vital Pessoa de Melo, executivo da Odebrecht, afiurmou que a empreiteira doou R$ 1, 8 milhão, através de caixa 2, à campanha do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), em 2012. O valor total doado foi de R$ 2, 2 milhões – o pagamento de R$ 400 mil foi realizado “via bônus eleitoral”, sendo Vidal.
Em depoimento de delação premiada, André Vital Pessoa de Melo, executivo da Odebrecht, afiurmou que a empreiteira doou R$ 1, 8 milhão, através de caixa 2, à campanha do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), em 2012. O valor total doado foi de R$ 2, 2 milhões – o pagamento de R$ 400 mil foi realizado “via bônus eleitoral”, sendo Vidal.
Ele contou aos investigadores que foi procurado por Neto no primeiro trimestre daquele ano e teve um encontro no seu escritório político situado na Avenida Ademar de Barros, onde o demista formalizou o pedido de ajuda à corrida eleitoral. Lá, Neto também o apresentou a Lucas Cardoso, pessoa responsável pelo recebimento dos pagamentos à campanha.
Segundo o delator, o valor de caixa 2 foi entregue a Lucas Cardoso no escritório da Odebrecht em Salvador em quatro parcelas – uma de R$ 600 mil, duas de R$ 500 mil e a última de R$ 200 mil. O registro das transações foi passado aos investigadores.
André Vidal afirma que ACM Neto não ofereceu nenhuma contrapartida pela doação e que a empresa também não propôs nada nesse sentido.
André Vidal revelou que também recebeu pedidos de doação de Nelson Pelegrino (candidato do PT) e de Mário Kertész (candidato do PMDB), além de cinco candidatos a vereador (cujos nomes não foram citados na delação).
André Vidal explicou que elaborou propostas de valores e as submeteu a Benedito Júnior, seu superior hierárquico na Odebrecht.

 

 

 

 

 

Fonte: Bocão News

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*