18 de Outubro de 2021

"As agressões de Vilas-Boas à empresária são graves e exigem um posicionamento de Rui", diz Líder da oposição

O deputado estadual Sandro Régis (DEM), líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), cobrou do governador Rui Costa (PT) um posicionamento sobre as agressões verbais do secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, contra a chef do restaurante Preta, situado na Ilha dos Frades, Angeluci Figueiredo.

O titular da Sesab chamou a empresária de “vagabunda” durante uma conversa no WhatsApp e depois Após a repercussão do caso, Vilas-Boas foi ao Twitter pedir desculpas publicamente.

"Esse tipo de declaração não condiz com o posto que ocupa o médico Fábio Vilas-Boas. As agressões à empresária são graves e exigem um posicionamento do governo do estado. Não podemos admitir, em hipótese alguma, que integrantes do governo baiano tenham esse tipo de comportamento e saiam impunes", disse o deputado Sandro Régis.

O parlamentar, inclusive, pediu um pronunciamento da Comissão dos Direitos da Mulher da ALBA. "A declaração do secretário, além de desrespeitosa, pode ser considerada misógina.

É importante que haja um posicionamento das nossas deputadas, uma vez que foi feita uma agressão verbal contra uma mulher, e que foi acompanhada inclusive de acusações graves", afirmou.

A empresária contou que as declarações do secretário ocorreram após ele chegar na ilha e encontrar o seu restaurante fechado.

 

 

Bnews

Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos