18 de Outubro de 2021

Corpo de policial federal é achado com recado na fronteira com o Paraguai

Um policial federal paraguaio foi morto na noite de ontem, na cidade de Pedro Juan Caballero. De acordo com o jornal La Nacion, Hugo Ronaldo Acosta, de 32 anos, estava em uma via pública da cidade que faz fronteira com o Brasil.

O corpo foi achado dentro de um carro, que aparentemente ia em direção à casa do agente, quando foi alvo de tiros. O agente estava uniformizado e trabalhava na 10ª Delegacia de Polícia do Cruzamento Bella Vista. Os tiros atingiram uma casa, onde foi deixado um bilhete, em português, direcionado para uma pessoa chamada Riky.

"Para de oprimir a população lá dentro porque vamos pegar vocês como pegamos anteriormente os companheiros seus", diz o texto. Segundo o delegado Carlos Miguel López Russo, os policiais conseguiram identificar o suposto autor do crime, que já se encontra sob custódia das autoridades, por meio das gravações feitas pelas testemunhas.

O veículo utilizado pelos suspeitos havia sido denunciado com roubado no dia 11 de setembro na cidade de Lambaré, no Departamento Central. A polícia acredita que ele foi queimado. López Russo ainda afirmou que não está descartado que o caso possa estar relacionado com o atentado quádruplo ocorrido na mesma cidade no sábado.

Segundo a polícia paraguaia os assassinos dispararam mais de 100 tiros de fuzil. Ainda não se sabe a motivação do crime, mas as autoridades investigam se o PCC (Primeiro Comando da Capital) está por trás dos assassinatos.

Na sexta-feira (8), o vereador Farid Charbell Badaoui Afif, de 37 anos, foi morto a tiros em Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul. As autoridades investigam se as cinco mortes, que ocorreram em menos de 24 horas, têm alguma ligação.

Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos