29 de Maio de 2022

Líder global no setor, empresa brasileira vende 3 milhões de toneladas de celulose e papéis no 3º trimestre de 2021

A Suzano, maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, comercializou 3 milhões de toneladas de celulose e diferentes tipos de papéis ao longo do terceiro trimestre de 2021. Os dados constam no balanço trimestral da companhia. As vendas de celulose alcançaram 2,7 milhões de toneladas entre julho e setembro. A celulose é a matéria-prima utilizada na fabricação de papéis sanitários, embalagens, fraldas, máscaras e papéis de imprimir e escrever em geral, entre outros produtos essenciais para o dia a dia das pessoas.

No segmento de papéis, as vendas atingiram 337 mil toneladas. A receita líquida totalizou R$ 10,8 bilhões, o melhor resultado trimestral registrado pela companhia desde a constituição da Suzano S.A., em janeiro de 2019. A Suzano opera 11 fábricas no Brasil. A companhia também tem participação na joint operation Veracel. Outro destaque positivo do trimestre foi a retração no nível de endividamento, medido pela relação entre dívida líquida e EBITDA ajustado. O indicador caiu de 3,3 vezes em dólar ao final de junho para 2,7 vezes ao final de setembro.

Com isso, a companhia conclui o ciclo de desalavancagem financeira pós-fusão com a antiga Fibria e inicia uma nova etapa de expansão com a construção de uma fábrica de celulose no município de Ribas do Rio Pardo (MS). A companhia anunciou nesta quinta-feira (28) a aprovação do Conselho de Administração para dar andamento à construção da fábrica em Ribas do Rio Pardo. Detalhes do projeto serão divulgados no dia 5 de novembro.

Já na agenda ESG (Ambiental, Social e Governança, na sigla em inglês), a companhia comunicou na semana passada a revisão de sua meta de remoção de carbono. O objetivo da Suzano de remover 40 milhões de toneladas de carbono da atmosfera foi antecipado de 2030 para 2025.

Whatsapp

Galeria

Bahia Farm Show apresenta exposição fotográfica sobre as belezas do Oeste da Bahia
Exposição aproximará startups agrícolas de investidores privados
Ver todas as galerias

Artigos