29 de Maio de 2022

Com menor taxa de vacinação, Extremo Sul tem maior ocupação de leitos Covid na Bahia

A região do Extremo Sul da Bahia preocupa e chama atenção da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab). A localidade registra o pior índice de vacinação contra a Covid-19 do estado. Por lá, 81,5% da população recebeu a primeira dose e 65,3% completou o esquema de imunização com as duas aplicações. Ao mesmo tempo, é a segunda região com mais casos ativos e tem a maior ocupação de UTIs Covid adulto (67%).

 

A região Leste, onde está a capital Salvador, tem os melhores índices de vacinação: 94,9% do público-alvo com a 1ª dose e 82,4% com a 2ª dose. Ao mesmo tempo, o índice de ocupação de leitos UTI Covid adulto é menor: 32%.

 

A secretária interina da Saúde do estado, Tereza Paim, sinalizou nesta semana a preocupação com os números de vacinação no Extremo Sul. A região desde o início da pandemia apresentou taxas preocupantes de internações por Covid-19. A gestora apontou nesta quinta-feira (25) que há um “diálogo forte” com os municípios para a mitigação dos problemas.

 

“Essa região vem nos alertando e temos envidado esforços para que as campanhas e a busca ativa da vacinação sejam mais efetivas para que as pessoas não adoeçam”, disse Tereza Paim.

 

Na ocasião, a secretária reforçou que os municípios precisam cumprir os decretos estaduais, relativos às medidas contra a pandemia da Covid-19, como limites de público para eventos, uso de máscaras e vacinação.

 

“Os decretos estaduais que são mandatórios, os municípios têm que cumprir, sob pena de responsabilização. Temos que lembrar que o SUS é tripartite: a gente recebe a vacina através do Ministério da Saúde; entregamos ao município; e cabe a ele fazer a distribuição efetiva. Esse planejamento é sempre comunicado e compartilhado com todos os entes", finalizou.

Whatsapp

Galeria

Bahia Farm Show apresenta exposição fotográfica sobre as belezas do Oeste da Bahia
Exposição aproximará startups agrícolas de investidores privados
Ver todas as galerias

Artigos