17 de Janeiro de 2022

Putin testa novo bombardeiro para ataques nucleares

Enquanto incentiva no Ocidente de que o impasse na Ucrânia possa se tornar uma guerra de fato com a Otan, a Rússia de Vladimir Putin vai alinhando seu arsenal. Na quarta (12), foi realizado em Kazan o primeiro voo do Tupolev Tu-160M2, um bombardeiro estratégico para emprego em ataques convencionais e nucleares. Não é um projeto novo o Blackjack, como é conhecido no Ocidente, e entre russos como Cisne Branco, o Tu-160 voou pela primeira vez em 1981 e estreou em operação seis anos depois, no ocaso da União Soviética.

É a maior e mais pesada aeronave supersônica de combate em ação no mundo. Atuou em ataques nos mares Báltico, Negro ou Pacífico, e visto algumas vezes visitando bases aéreas na Venezuela. Foram feitos 27 aviões, dos quais 16 seguem voando. Desses, 7 são uma versão modernizada, a Tu-160M, com novos motores e aviônica digital. Mas o teste desta quarta é totalmente diferente

Whatsapp

Galeria

Barcelona finaliza contratação de Neymar, diz TV
Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Ver todas as galerias

Artigos