06 de Fevereiro de 2023

Homem que destruiu relógio histórico de Dom João VI é preso

Antônio Cláudio Alves Ferreira, de 30 anos, o homem suspeito de quebrar o relógio Balthazar Martinot, no Palácio do Planalto, durante os atos de vandalismo registrado em 8 de janeiro, foi preso nesta segunda-feira (23). Segundo a TV Globo, a prisão aconteceu na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais.

O relógio, feito pelo relojoeiro francês Balthazar Martinot, é considerado raro. Ele foi trazido ao Brasil em 1808, por Dom João VI. Existem apenas dois relógios de Martinot, incluindo o que estava no Planalto. O outro está exposto no Palácio de Versalhes, na França.

 

Informações da Gazeta / Foto: Divulgação

Whatsapp

Galeria

Bahia Farm Show apresenta exposição fotográfica sobre as belezas do Oeste da Bahia
Exposição aproximará startups agrícolas de investidores privados
Ver todas as galerias

Artigos