06 de Fevereiro de 2023

Após interferência de Lula, novo comandante do Exército barra ex-ajudante de Bolsonaro em chefia de batalhão

Ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, o tenente-coronel Mauro Cesar Barbosa Cid não vai mais comandar o 1º Batalhão de Ações e Comandos, unidade de Operações Especiais, em Goiânia (GO). A informação é do O Globo e da CNN Brasil.

Cid havia sido designado ao cargo ainda no ano passado e assumiria o posto no mês que vem.

A decisão foi tomada após uma reunião do novo comandante do Exército, general Tomás Miguel Ribeiro Paiva.

Cid foi um dos motivos que levaram o ex-comandante do Exército Júlio César Arruda a ser demitido por Lula no último sábado. O ex-comandante resistiu em impedi-lo de assumir a função.

Na reunião com o general Tomás, o comandante teria convencido Cid, alvo de investigação no Supremo Tribunal Federal (STF), que o contexto político não era favorável.

Segundo fontes militares, um afastamento seria uma melhor saída tanto para o próprio tenente-coronel quanto para o Exército neste momento de crise.

Cid concordou em perder o batalhão e agora aguardará que a Força o designe para outro posto, de acordo com o jornal.

Ao não impor resistência, o tenente-coronel poderá, no futuro, participar de processos seletivos para outros postos comandos.

 

Informações da Gazeta Brasil / Foto: Alan Santos / PR/Divulgação

Whatsapp

Galeria

Bahia Farm Show apresenta exposição fotográfica sobre as belezas do Oeste da Bahia
Exposição aproximará startups agrícolas de investidores privados
Ver todas as galerias

Artigos