23 de Abril de 2024

Em primeira sessão do ano, Diego Castro cobra posicionamento de Olívia e Hilton em relação à fala de Lula sobre jovem negra e gera confusão

Durante a reabertura dos trabalhos na Assembleia Legislativa da Bahia na tarde desta segunda-feira (5), o deputado estadual Diego Castro (PL) se envolveu em um desentendimento com a deputada Olívia Santana (PCdoB) e o deputado Hilton Coelho (PSOL). 

Na tribuna da Casa, Diego criticou a lei que proíbe pistolas de água no Carnaval de Salvador, sancionada Jerônimo Rodrigues (PT), enquanto que, segundo ele, outras medidas do governador deveriam ter sido postas em prática para resolver a questão da violência na festa. Em seguida, apontou a falta de posicionamento de Olívia e Hilton em relação às declarações do presidente Lula (PT). 

Na semana passada, vale lembrar, o chefe do Palácio do Planalto, em discurso, segurou as mãos de uma jovem negra e sugeriu que “uma afrodescendente assim” - se referindo a ela - “gosta de um batuque, de um tambor”.

Diego Castro, então, questionou a ausência de repúdio da esquerda diante das declarações do petista. “Cadê Olívia Santana, Hilton Coelho e Rosemberg Pinto para repudiar a atitude do presidente Lula, do PT? Bolsonaro, por encostar distante de uma baleia, está sendo acusado de importunação e os deputados fizeram um alarde aqui”, citou.

“Mas com esse caso de racismo o que a esquerda faz? Onde a esquerda colocou a língua? Estão calados”, acrescentou o parlamentar bolsonarista, durante a sua fala.

Na sequência, Olívia Santana retrucou, mencionando que o deputado frequentemente a ataca. “O deputado Diego sempre escolhe a mim para fazer ataques toda vez que ele sobe na tribuna. Tem 63 deputados na Casa, mas ele só consegue falar se tiver que fazer alguma provocação a minha pessoa. Eu nem lembro que o colega existe, mas ele faz questão de fazer provocação a mim”, disse a comunista.

“Agora, ele está irritado, porque deve ser daquele bloco de homens que acha que fazer bullying contra mulheres, molhando mulheres, é normal”, emendou Olívia, fazendo referência à discussão anterior sobre as pistolas de água. 

Logo depois, Diego Castro insistiu na espera pelo posicionamento da esquerda em defesa da jovem negra, argumentando que as críticas feitas pelos bolsonaristas são ignoradas. “Estou esperando a senhora fazer a defesa da jovem negra. Estou esperando a defesa”, cutucou.

“Estou esperando o repúdio da esquerda, que faz um malabarismo para esconder. A deputada citou que nós, bolsonaristas, éramos adeptos a postura de violência sexual contra a mulher. Mas até agora espero o repúdio pelo presidente da República, que disse que uma jovem negra gosta de um batuque. Cadê o repúdio?”, indagou Diego.

“Mais uma vez está mais do que provado que as falácias são puras hipocrisias”, completou Diego Castro.

Whatsapp

Galeria

Bahia Farm Show apresenta exposição fotográfica sobre as belezas do Oeste da Bahia
Exposição aproximará startups agrícolas de investidores privados
Ver todas as galerias

Artigos