04 de Março de 2024

Exército cria disque-denúncia para encontrar metralhadoras furtadas

O Exército criou um disque-denúncia para receber informações sobre as metralhadoras furtadas do Arsenal de Guerra da base de Barueri, na Grande São Paulo. Quatro das 21 armas ainda estão desaparecidas.

A denúncia pode ser feita de forma anônima, pelo número 0800-358-0005.

O Exército também informou que 17 militares estão em prisão administrativa no Arsenal de Guerra, sob acusação de falharem na fiscalização e no controle de armamento.

A detenção dura no máximo 30 dias e pode variar de militar para militar. Todos ficam proibidos de deixar o quartel.

No total, 13 armas de calibre .50 e oito de calibre 7.62 foram levadas da base militar de Barueri. O sumiço foi notado após uma inspeção de rotina, em 10 de outubro.

Oito armas foram recuperadas pela Polícia Civil na comunidade Gardênia Azul, no Rio de Janeiro, e outras nove foram encontradas próximo à cidade de São Roque, no interior de São Paulo.

O Exército ainda precisa recuperar quatro metralhadoras .50, que são conhecidas pelo alto poder destrutivo e são cobiçadas por facções criminosas.

 

Informações da Gazeta Brasil / Foto: PC-SP

Whatsapp

Galeria

Bahia Farm Show apresenta exposição fotográfica sobre as belezas do Oeste da Bahia
Exposição aproximará startups agrícolas de investidores privados
Ver todas as galerias

Artigos