17 de Dezembro de 2017

Pacote de irídio "viaja" por países sem ser detectado

Um pacote de irídio, que ultrapassava os limites de radiação permitidos, fez uma viajem aérea entre Cairo, Zurique e Bruxelas, e permaneceu 12 dias no aeroporto da cidade sem ser detectado. Apesar das pessoas que tiveram em tais voos terem a possibilidade de exposição, não existe risco de contaminação. 

Um pacote de irídio, que ultrapassava os limites de radiação permitidos, fez uma viajem aérea entre Cairo, Zurique e Bruxelas, e permaneceu 12 dias no aeroporto da cidade sem ser detectado. Apesar das pessoas que tiveram em tais voos terem a possibilidade de exposição, não existe risco de contaminação.



O pacote continha irídio 192 "usado", elemento que emite raios gama e que geralmente é usado em radiologia industrial e em radioterapia. A finalidade do material em questão, no entanto, é desconhecida. 

Ele viajou no dia 13 de julho, no porão de duas aeronaves comerciais, e, quando chegou ao aeroporto, ficou armazenado durante 12 dias até a empresa destinatária recolher o material no último dia 25. 



O Ministério Público e os Ministérios de Assuntos Exteriores da Bélgica e da Suíça se em carregarão de investigar o incidente, classificado como de nível 2 num máximo de 7.

Além disso, os órgãos advertiram à Segurança de Estado do Egito para mais medidas ou sanções oportunas contra o remetente do pacote.

 

 

Fonte: Band

Whatsapp

Ultimas notícias

Galeria

Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Apresentações e treinos no Vitória
Ver todas as galerias

Artigos