17 de Outubro de 2018

Presidente do Vitória abre o jogo, reconhece erros e promete ajustes no clube

Da eleição até então, o Vitória passa por um profundo processo de reformulação que ainda não trouxe resultados imediatos ao clube. Para o presidente rubro-negro, Ricardo David, o reflexo dentro de campo ainda não aconteceu, mas há a crença de que os frutos serão colhidos em breve. Mesmo assim, ele reconhece que erros aconteceram no ano, mas foram identificados e corrigidos.

 

 

Da eleição até então, o Vitória passa por um profundo processo de reformulação que ainda não trouxe resultados imediatos ao clube. Para o presidente rubro-negro, Ricardo David, o reflexo dentro de campo ainda não aconteceu, mas há a crença de que os frutos serão colhidos em breve. Mesmo assim, ele reconhece que erros aconteceram no ano, mas foram identificados e corrigidos. 

“Fizemos tudo certo? Não, somos humanos. Como seres humanos, nós erramos sim. O importante é que a gente está identificando o que a gente precisa consertar e tomando essas medidas. A pior coisa é quando identificamos erros e não se conserta”, afirmou, em entrevista. Para driblar a crise e a desconfiança, o Leão tenta fazer diferente e não repetir os erros do passado. “Você vai ter uma oportunidade de fazer melhores contratações e trazer jogadores com performance mais bem definidas e consagradas a partir do momento em que você dispõe de recursos”, diz.

Questionado sobre os maiores problemas do Leão, o dirigente elencou os principais desafios desde que assumiu o comando. De lá para cá, a equipe foi desclassificada das copas do Brasil e do Nordeste, amargou o vice-campeonato baiano e coleciona insucessos na temporada.

Para Ricardo David, houve a necessidade de se garantir um avanço, em um primeiro momento, nos quesitos administrativo e financeiro. "Não dá para avaliar uma gestão só pelo futebol. O futebol é uma consequência de outras áreas, principalmente a financeira. Você vai ter uma oportunidade de fazer melhores contratações e trazer jogadores com performance mais bem definidas e consagradas a partir do momento em que você dispõe de recursos para isso", declarou.

Em balanço apresentado ao Conselho Deliberativo nesta semana, o clube apresentou os relatórios de demonstração financeira. No primeiro trimestre de 2017, o Leão tinha em caixa R$ 30,5 milhões. No segundo trimestre do mesmo ano, o valor caiu para R$ 17,6 milhões. Já no montante acumulado nos primeiros seis meses deste ano, foram registrados R$ 9,2 milhões no primeiro trimestre e R$ 7,5 no segundo.

O balanço também aponta que, durante a atual gestão, houve um aumento significativo nas receitas do clube. "É um balanço positivo sobre a forma como administramos o Vitória com essa responsabilidade e já começa a se refletir em números positivos. Isso adianta alguma coisa? Sim. Ganha jogo? Não, mas ajuda no momento em que você tem dificuldade de caixa e vai ao mercado, o mercado analisa a sua gestão", declarou o presidente.

 

Fonte: Metro1

Whatsapp

Ultimas notícias

Galeria

Imagens de 'close' inédito da Grande Mancha Vermelha de Júpiter
FOTOS HISTÓRICAS QUE VOCÊ PROVAVELMENTE NUNCA VIU
Apresentações e treinos no Vitória
Ver todas as galerias

Artigos